segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Hitman: A Condenação - Livro


Descrição
A partir dos personagens do aclamado jogo de videogame, Raymond Benson desenvolve uma narrativa com o melhor assassino do mundo, um homem geneticamente criado e aprimorado para matar e que atende pelo nome de 47. Nessa história, passada no intervalo entre os dois games, Blood Money e Hitman – Absolution, 47 vai viajar para lugares exóticos como Nepal, Chipre e Caribe, conhecer chefões do crime, negociar acordos obscuros com contatos enigmáticos e eliminar grandes figuras políticas dos Estados Unidos. Balas voarão e corpos irão cair enquanto o Agente 47 tenta finalizar aquilo que foi programado para fazer.

Análise
Como a própria descrição diz, o livro não conta a história de Hitman: Absolution, e sim o que acontece durante o intervalo de tempo entre Hitman Blood Money e o Absolution, ele é muito bom e explica alguns dos acontecimentos de Absolution, e também mostra um lado mais humano do 47, um lado que nem ele sabia que tinha, o livro coloca um pouco de emoção no Agente 47, mas nada muito exagerado, ele se importa bastante com uma mulher que conhece e tem vontade de protege-la e manta-la a salvo dele mesmo, mas ele faz isso como ele mesmo, mostrando que se importa mas sempre sério.
Esse livro também revela algumas coisas do passado de 47, como foi sua "infância", que na verdade foi um treinamento militar que fez o homem sem emoção que ele é, um homem que tira a vida de outro sem exitar porque ele foi criado para isso, e é isso que a história aborda, ele mostra que o melhor assassino do mundo também tem emoções e embora ele possa matar uma pessoa facilmente, ele também pode se importar com os outros.
Embora a descrição diz que ele "viaja por lugares exóticos e elimina grandes figuras políticas dos Estados Unidos", os assassinatos e as viagens não são o foco do livro, até porque ele viaja e mata alguns alvos apenas em alguns breves momentos, assim como no jogo, ele só mata e vai embora silenciosamente, ele passa a maior parte do livro dentro de um tipo de comunidade beneficente, se misturando com os membros dessa comunidade para tentar chegar ao seu alvo, que é um corrupto dono dessa comunidade que sempre anda com vários guarda-costas protegendo-o.
Eu recomendo o livro para quem é fã da série e quer entender melhor a história do 47 e de Hitman Absolution, mas quem é novo na saga Hitman ou nunca jogou nenhum jogo da série não vai conseguir entender muita coisa do livro.
Quem se interessou, pode comprar aqui.